Maconha – Informação sobre Redução de Danos

01) Não “prense” a fumaça. Esta prática não vai aumentar em nada sua onda, e pode provocar até mesmo desmaios. Você não vai ficar mais chapado por prensar. Vai ficar, no máximo, tonto;

02) Use papéis do tipo pure hemp. São mais finos, e prejudicam menos seus pulmões. Não use o papel interno de carteiras de cigarro;

03) Por ser proibida, a maconha não é alvo de nenhum controle sanitário, em nenhum estágio de sua cadeia produtiva (plantio, colheita, transporte, comercialização). Procure higienizar sua cannabis. Dichave-a e coloque em um recipiente contendo água e algum bactericida, como cloro ou vinagre. Depois, lave-a em água corrente com o auxílio de uma peneira, e deixe secar;

04) A maconha não é solúvel em água, mas em gordura. Portanto, não se preocupe: ela não vai perder suas propriedades ao ser limpa com água e outros produtos;

05) Este tipo de cuidado pode ser usado tanto se você for fumar, quanto se você for preparar com algum alimento, como bolo ou bebidas achocolatadas;

06) No caso de ingestão de maconha, procure informações com pessoas que conhecem o processo. O efeito, nestes casos, pode ser muito intenso, ocasionando bad trip;

07) Estão disponíveis no mercado alguns equipamentos que promovem a redução dos eventuais danos causados pelo consumo de cannabis. Narguilés, bongs e outros dispositivos com água são ótimas ferramentas, pois retém o alcatrão e resfriam a fumaça. Informe-se;

08) A maconha provoca queima de glicose. Nestas horas, o consumo de algum doce é benéfico;

09) Não fume se você está dirigindo. Além de alterar seus reflexos, a brasa pode cair no seu banco. Acidentes acontecem assim;

10) A legislação brasileira sobre drogas está em transformação. Discute-se a descriminalização não só do consumo, mas também do plantio de pequenas quantidades. Informe-se;

About these ads